Fora do barco

Salmo 107:23-32

Subiram até aos céus, desceram até aos abismos… —Salmo 107:26
Ester 4–7
Katsushika Hokusai foi um dos artistas mais produtivos e celebrados da história do Japão. Nos anos 1826–33, entre seus 65 e 75 anos, ele criou seu maior trabalho — uma série de xilogravuras coloridas, intitulada Trinta e Seis Visões do Monte Fuji. Entre essas pinturas estava sua obra- -prima: A Grande Onda em Kanagawa. Essa pintura, criada durante um período de lutas financeiras e emocionais para Hokusai, mostra uma enorme parede de água com bordas de espuma semelhantes a garras, prestes a cair sobre três barcos estreitos cheios de remadores.
O Salmo 107 também conta uma história de pessoas em perigo no mar. Flutuando sobre as ondas, “Subiram até aos céus, desceram até aos abismos”. E, como resultado, “…no meio destas angústias, desfalecia-lhes a alma” (v.26). Finalmente, os marinheiros enviam uma mensagem de socorro, um SOS para Deus e Ele responde acalmando o mar e guiando-os ao seu destino (vv.28-30).
Quando nos deparamos com circunstâncias desesperadoras, tendemos a procurar outras pessoas para obtermos direção e conforto. Entretanto, elas estão no mesmo barco — perdidas num oceano de altos e baixos da vida. Somente Deus está fora do barco, soberano, estável e forte o suficiente para acalmar as tormentas (vv.24-25,29). Você está enfrentando problemas? Invoque-o!

Share:

0 comentários