Ignorância e inocência

Romanos 5:12-21

…a fim de que, como o pecado reinou pela morte, assim também reinasse a graça pela justiça para a vida eterna… —Romanos 5:21
Algumas pessoas evitam ir ao médico porque não querem descobrir que algo pode estar errado. Algumas pessoas evitam ir à igreja pela mesma razão. Mas a ignorância de nossas doenças não nos deixa saudáveis e a ignorância de nossos pecados não nos torna inocentes.
A lei romana é considerada a fonte da ideia de que a ignorância da lei não perdoa ninguém. No entanto, tal conceito originou-se muito antes. Quando Deus deu a lei a Israel, Ele estabeleceu que até mesmo o pecado não intencional exigiria um sacrifício para o perdão (Levítico 4; Ezequiel 45:18-20).
Em sua carta aos cristãos que viviam em Roma, o apóstolo Paulo referiu-se à questão da ignorância ou falta de entendimento. Quando as pessoas eram ignorantes da justiça de Deus, criaram sua própria justiça (Romanos 10:3). Ao vivermos de acordo com nossos próprios padrões de certo e errado, podemos nos sentir bem conosco mesmos, mas isso não nos torna espiritualmente saudáveis. Apenas quando somos comparados ao padrão de justiça de Deus (Jesus) conhecemos a condição de nossa saúde espiritual.
Nenhum de nós pode alcançar a justiça de Cristo, mas felizmente não precisamos. Ele compartilha sua justiça conosco (5:21). A parte boa em descobrir o que está errado conosco é que o Médico dos médicos pode nos curar.

Share:

0 comentários