O dia dos humildes começos – Não despreze-o

O dia dos humildes começos – Não despreze-o
Comece o dia com grandes expectativas ainda que com pequenos começos.
“Pois quem despreza o dia dos humildes começos, esse alegrar-se-á vendo o prumo na mão de Zorobabel. Aqueles sete olhos sãos os olhos do Senhor, que percorrem toda a terra”. Zc 4:10
O versículo acima faz referência à comparação desfavorável que alguns estavam fazendo entre o glorioso templo de Salomão e o edifício mais modesto construído por Zorobabel. O trabalho de Deus não deve ser julgado pela aparência. A situação de Israel era muito difícil, o povo estava cético quanto à empreitada a cargo de Zorobabel, mas a mensagem do profeta era de ânimo, de motivação para o trabalho. Era preciso confiança em Deus até mesmo para executar pequenas tarefas.
Deus do nada fez surgir todas as coisas, da mesma forma Ele conduz todas as coisas na nossa vida. Ele é assim: de pequenos afluentes faz nascer grandes rios, de pequeninas sementes,toda uma floresta, de uma nuvem do tamanho da mão de um homem, faz descer chuva límpida e fecunda.
É disso que precisamos! Confiar que das mais pequenas coisas é que surgirão as grandes. Pode-se começar pequeno, e tornar-se grande. Podemos começar de baixo, e crescendo nos tornarmos grandes. Deus nos dá enormes lições quando desprezamos o princípio dos humildes começos.
É só pensarmos: um grande casamento, começa com um olhar. Um enorme edifício começa com um projeto desenhado numa simples folha de papel, uma majestosa árvore com um grão de mostarda. As grandes realizações demandam vontade de começar ainda que com humildes começos. No início da construção Zorobabel contava apenas com os alicerces, um prumo e alguns ajudantes. Não é preciso mais do que isso para se começar. Estarmos alicerçados na Palavra, termos o prumo da Fé e alguns ajudantes (onde dois ou três estiverem…).
Estamos preparados para grandes projetos, mas nem sempre para pequenos começos. As vezes atropelamos os pequenos começos na tentativa equivocada de realizar grandes coisas. Sarai riu-se, mas Deus cumpriu a Sua promessa e por intermédio de um casal de idosos fez nascer uma grande nação chamada Israel. A grande multiplicação começou com cinco pães e dois peixinhos, de um pastor de ovelhas Deus proveu um Rei para Israel, de um irmão vendido como escravo um grande líder em tempos difíceis.
Deus quer realizar coisas grandes, não despreze os humildes começos!

Share:

0 comentários