Difícil de amar


Atos 13:13-23
…[Deus] suportou-lhes os maus costumes por cerca de quarenta anos no deserto. —Atos 13:18
Anos atrás, eu era o conselheiro do acampamento de alguns meninos rebeldes e achei desafiador lidar com o comportamento deles. Eles maltratavam os animais do minizoológico e, ocasionalmente, lutavam entre si. Adotei então, uma abordagem calma e firme para orientá-los. E, embora eles frequentemente me exasperassem, me certifiquei sempre de atender às suas necessidades físicas.
Embora eu fosse gentil e amoroso por fora, frequentemente sentia, em meu íntimo, estar apenas suportando. Isso me fez refletir, em oração, sobre como um Pai celestial amoroso provê para Seus filhos rebeldes. Ao contar a história dos israelitas durante o êxodo, Paulo disse: “[Deus] suportou-lhes os maus costumes por cerca de quarenta anos no deserto” (Atos 13:18). Em grego, “suportar” provavelmente significa prover pacientemente as necessidades das pessoas, a despeito de uma reação ingrata.
Algumas pessoas podem não reagir favoravelmente aos nossos esforços para demonstrar cuidado e preocupação. Quando isso acontece, pode ser útil lembrar-se de que Deus é paciente conosco. E Ele nos deu o Seu Espírito para ajudar-nos a reagir com amor com os que são difíceis de amar ou ingratos (Gálatas 5:22-23).
Dê-nos Sua paciência, Senhor, para amarmos qualquer pessoa de nossas vidas que seja difícil de amar.

Share:

0 comentários