Carta de C. S. Lewis

Em setembro de 1961, um estudante americano do Ensino Médio escreveu para C.S. Lewis, na Inglaterra. Ele tinha lido o livro deste autor Cartas de um diabo a seu aprendiz e perguntou-lhe: “Quando você escreveu este livro, Satanás causou-lhe algum problema? Se causou, o que você fez?”
Três semanas mais tarde, Lewis redigiu uma resposta em que afirmou que ele ainda tinha muitas tentações. Ele disse que ao enfrentá-las, “Talvez… o mais importante seja continuar; não se desencorajar ainda que frequentemente nos rendamos à tentação, mas sempre nos reerguermos e pedir perdão.”
As cartas de João no Novo Testamento são repletas de encorajamento para perseverar diante da tentação. “Filhinhos, eu vos escrevo, porque os vossos pecados são perdoados, por causa do seu nome. Pais, eu vos escrevo, porque conheceis aquele que existe desde o princípio. Jovens, eu vos escrevo, porque tendes vencido o Maligno” (1 João 2:12-13).
Seja qual for a nossa idade ou experiência, estamos juntos numa batalha espiritual. “Ora, o mundo passa, bem como a sua concupiscência; aquele, porém, que faz a vontade de Deus permanece eternamente” (v.17).
Apeguemo-nos a Deus e prossigamos!

Share:

0 comentários