Perguntas Que Tenho Que Me Fazer Todos os Dias

Perguntas que tenho que me fazer todos os dias…

1. Minha vida reflete a Cristo?
“Mas todos nós, com o rosto descoberto, refletindo a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória na mesma imagem, como pelo Espírito do Senhor” (II Coríntios 3:18).
O motivo essencial de sermos transformados é que a nossa versão não deu certo. Fracassou. Inclina-se constantemente para o pecado. Logo, precisamos de uma nova versão. Moldada pelo caráter de Cristo, o modelo perfeito. E esse é um dos pilares de nossa caminhada até o céu: esforçar-nos para sermos parecidos cada vez mais com ele, imitando-o (Efésios 5:1). Quanto mais o imito, ou seja, tento ser parecido com ele, mas ele cresce e eu diminuo, o que, como o próprio João Batista testificou, é uma necessidade (João 3:30).
2. Se Deus me tratar como eu o trato, tudo vai ficar bem?
“O Senhor está convosco, quando vós estais com ele. Se o buscardes, o achareis; porém, se o deixardes, ele vos deixará” (II Crônicas 15:2b).
Você seria capaz de olhar para Deus e dizer: “Senhor, me dê atenção na proporção que eu te dou atenção”? ou “Deus, me abençoe na mesma medida em que eu te adoro”? e ainda “Pai, gaste comigo o mesmo tempo que eu gasto contigo”?
Sinceramente. Quantas pessoas na face da terra resistiriam a esses questionamentos? Pois é. Seguimos pensando que Deus precisa de nós, nos tem como importantes e fundamentais e vai nos ouvir de qualquer jeito. Enquanto Tiago diz “Chegai-vos a Deus, e ele se chegará a vós” (Tiago 4:8).
3. Se para ser abençoado eu dependesse de obedecer a Palavra de Deus, eu seria abençoado?
“Se permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerdes em vós, pedireis o que quiserdes, e vos será feito” (João 15:7).
Temos visto e ouvido nas TVs e DVDs que Deus vai abençoar de qualquer jeito, que somos seus filhos e temos que exigir nossa herança, tomar posse de nossa benção e que onde colocarmos as plantas de nossos pés será nosso. (In)Felizmente não funciona assim. E não sinto muito por dizer isso. A verdadeira benção só virá após a obediência. E obediência à Palavra de Deus. Ela, sua Palavra, é que é a geradora de vida, de vitórias, de bênçãos. Como, pois, querer essas coisas antes de se submeter a ela, a Palavra?
Neste versículo, o Senhor Jesus só confirma, em outras palavras, que ele mesmo já havia dito emJosué 1:8 e no Salmo 1: 2-3. logo devo me perguntar: tenho levado uma vida digna de exigir bênçãos de Deus?
4. Se a igreja depender de mim para crescer e multiplicar, de que tamanho ela será daqui a um ano?
“Portanto, ide e fazei discípulos de todas as nações (todos os povos)…” (Mateus 28:19).
Um dos motivos de termos sido separados para Deus foi para que anunciássemos sua glória (I Pedro 2:9). Jesus fez isso o tempo todo. Depois comissionou seus apóstolos. E, finalmente, deixou essa missão para sua igreja. A questão é: estamos fazendo isso? Na verdade não. Na verdade só a mínima parte da igreja, uma partícula quase invisível do rebanho faz isso. O restante não percebe que está sendo egoísta.
Fonte:http://estudos.gospelmais.com.br/

Share:

0 comentários