Não Seja Pisado pelos Homens

Vós sois o sal da terra; e, se o sal for insípido, com que se há se salgar? Para nada mais presta, senão para se lançar fora e ser pisado pelos homens.
Quando um cristão, para agradar às pessoas do mundo, perde a autoridade espiritual, de modo que já não pode censurar o pecado e nem confessar a Cristo, então, ele não serve mais para nada, senão tão somente para ser pisado pelas pessoas.
Se você desvanece o sal, a tua luz se oculta debaixo do velador. A causa: Querer estar em boas relações e ter amizade com todos. Assim você se descuida da graça, do conhecimento do pecado e da fidelidade para com o teu Senhor.
“Tende sal em vós mesmos”, disse o Senhor. Mas não o sal amargo da natureza, da mente carnal, senão o verdadeiro zelo e amor que tão somente o Espírito pode dar.
Seja benigno, e misericordioso, e manso em tuas exortações. Contudo, não te tornes flexível ao ponto de ser frouxo. Não permita que as almas de teus semelhantes vão para o inferno por não haver-lhes admoestado… Por haver-te deixado dominar por sentimentos de paz e amor. E a tua confissão não deve ser apenas de palavras e língua (I Jo 3.18). É necessário também que mostremos a seriedade de nosso cristianismo “em toda a nossa comunhão”.
Um cristianismo que não causa reações nas pessoas do mundo, como faz o sal contra os olhos, senão que busca o caminho do equilíbrio e da moderação, sem dúvidas, carece da força e da “unção Do Santo” (I Jo 2.20). O Senhor Jesus disse: “Ai de vós quando todos os homens falarem bem de vós!” (Lc 6.26). Se o mundo te elogia somente em algumas ocasiões, isso já é outra coisa. O apóstolo Paulo disse: “Por honra e por desonra, por má fama e por boa fama” (II Co 6.8). Mas se a tua vida está de acordo aos critérios da sociedade secular, e não às palavras e exemplos de Cristo e seus apóstolos, então… Pare e reflita sobre a tua vida! Não suceda que você esteja correndo inutilmente no estádio.
Oremos:
Deus meu, não podemos santificar o dia de descanso com nossas obras e ações, pois, todas são impuras. Tua palavra é a única coisa pura e santa, e junto com a oração santifica todas as coisas . Santifica por meio dela, pois, o nosso descanso. Amém.
C.O.Rosenius (1816-1868) Nuevo Dia – Trad. Sóstenes Ferreira da Silva
Fonte:http://estudos.gospelmais.com.br/

Share:

0 comentários