Não Condenado

Às vezes vergonha é particular. Um cônjuge abusivo que passa de todos os limites. Molestado por um parente pervertido. Assediada por um superior manipulador. Ninguém mais sabe. Mas você sabe. E é suficiente. Às vezes vergonha é pública. Marcado por um divórcio que você não queria. Contaminada por uma doença que você nunca esperava. Quer seja em particular ou em público, vergonha sempre é dolorosa. E, a menos que você lide com isso, é permanente.
Em João 8:11 Jesus confronta a mulher que havia sido flagrada em adultério. Quando a multidãoa  teria  apedrejado, Jesus fala: “Aquele que não tem pecado seja o que atira a primeira pedra.”Quando todos sairam, Jesus disse, “Eu também não a condeno. Agora vá e abandone sua vida de pecado.”
A mensagem de Jesus é escrita não com Sua mão, mas com Seu sangue. Numa cruz. Permita que Ele fique ao seu lado. Escute com cuidado. Ele está dizendo. “Não o(a) condeno!”
fonte:http://www.maxlucado.com.br

Share:

0 comentários