Não participe das obras infrutíferas das trevas


"Não participem das obras infrutíferas das trevas; antes, exponham-nas à luz” (Efésios 5.11).
Ao longo de um dia normal, um cristão tem seus momentos de oração. Há quem ore após acordar, antes de dormir, antes e depois das refeições, ao sair de casa… outros, porém, são menos assíduos nas orações. Todos nós, porém, temos aqueles intervalos que nos dão a sensação de que Deus não está vendo. E é aí que mora o perigo e engano.
Muitas vezes, nos momentos de menor vigilância, estamos propensos a cometer pecados que, se tivéssemos a certeza de que o Pai está olhando, não teríamos a coragem de fazer. Mas o nosso Deus, como onisciente e onipresente que é, sabe dessas coisas. Mas ele faz questão de ouvir as novas confissões. Por isso, Paulo nos orienta a deixar o obscuro das trevas e, em troca, lançar luz sobre tudo, abrindo mão de agir e participar de obras que o Senhor não aprova e viver a paz proporcionada por uma vida obediente.
Fonte: Lagoinha.com

Share:

0 comentários